Fábio Novo critica Dilma por suspender kit contra a homofobia

Fábio Novo critica Dilma por suspender kit contra a homofobia

Novo afirmou que no Brasil os assuntos do Estado devem ser separados das questões religiosas.

O deputado estadual e presidente do diretório estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), Fábio Novo, criticou a decisão da presidente Dilma Rousseff de suspender a produção e a distribuição do kit anti-homofobia que estava sendo desenvolvido pelo Ministério da Educação. Novo classificou como um retrocesso a postura da presidente e disse que ela cedeu às pressões da bancada evengélica no Congresso Nacional.

Novo afirmou que no Brasil os assuntos do Estado devem ser separados das questões religiosas, já que de acordo com a Constituição Federal o país é laico. ?É lamentável a postura da presidente Dilma de voltar atrás por pressão de uma bancada evangélica. Nossa Constituição veda a discriminação. Essa decisão é um retrocesso porque é um estímulo ao preconceito?, comentou.

Com a suspensão da distribuição dos kits, a presidente Dilma solicitou que o material passe por uma consulta aos setores da sociedade relacionados ao tema antes de serem publicados ou divulgados. Dilma considerou o material no MEC ?inadequado? e o vídeo ?impróprio para seu objetivo?.

Fábio Novo foi o autor do requerimento aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado que solicita a realização de uma sessão solene para discutir a homofobia no Estado.

*Confira matéria completa no Jornal Meio Norte de hoje (27/5/2011)

Fonte: Lídia Brito