Rogério Rosso, eleito novo governador do Distrito Federal, toma posse na segunda-feira

Rogério Rosso, eleito novo governador do Distrito Federal, toma posse na segunda-feira

A crise no DF começou em novembro do ano passado, quando o estão governador Arruda foi flagrado em vídeo

BRASÍLIA (Reuters) - O pemedebista Rogério Rosso foi eleito governador do Distrito Federal em votação indireta no sábado e tomará posse na segunda-feira para um mandato de pouco mais de oito meses.

Ligado aos ex-governadores José Roberto Arruda (ex-DEM) e Joaquim Roriz (PSC), de cujas administrações participou, Rosso venceu em primeiro turno, com 13 votos da Câmara Legislativa.

O governador em exercício, Wilson Lima (PR), considerado um dos favoritos à disputa, ficou em terceiro lugar, tendo recebido apenas quatro votos. Seis candidatos disputavam a eleição.

Rosso será o quarto governador do DF desde fevereiro, quando José Roberto Arruda (ex-DEM) foi preso. O vice, Paulo Octavio, chegou a assumir o governo, mas renunciou poucos dias depois. Wilson Lima, presidente da Câmara Legislativa, assumiu o governo interinamente.

A crise no DF começou em novembro do ano passado, quando o estão governador Arruda foi flagrado em vídeo recebendo dinheiro de um então aliado. A gravação foi feita por câmeras escondidas e o dinheiro faria parte de um esquema de arrecadação e distribuição de propina no governo do Distrito Federal que teria Arruda como mandante. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal.

Arruda, acusado de tentar subornar uma testemunha do caso, foi solto na última segunda-feira após dois meses preso na PF. Ele também teve o mandato cassado. Antes, foi substituído pelo vice, Paulo Octávio, que renunciou dias depois.

Rosso foi presidente da Companhia de Desenvolvimento do Planalto Central (Codeplan) durante o governo Arruda e secretário de Desenvolvimento de Roriz.

Fonte: Yahoo