Folha do PI cresce R$ 8,4 mi com novo mínimo

O secretário estadual de Administração, Paulo Ivan, garantiu que o Estado “vai cumprir com o novo mínimo”.

?O impacto geral é de aproximadamente R$ 700 mil?. A afirmação foi feita ontem pelo governador Wilson Martins (PSB), ao ser questionado pelo Jornal Meio Norte sobre o impacto que o novo salário mínimo de R$ 545 terá na folha de pagamento do Estado. ?Temos o cálculo da folha geral e dos servidores da Educação, que é separado?, explicou Martins.

O secretário estadual de Administração, Paulo Ivan, garantiu que o Estado ?vai cumprir com o novo mínimo?. O reajuste do salário mínimo foi aprovado na última quarta-feira pela Câmara Federal. Apesar do Governo estadual ter destacado que vai conseguir arcar com o peso extra que chegará a R$ 8 milhões e 400 mil por ano, os municípios reclamam que estarão sobrecarregados com o pagamento da folha de funcionários.

O novo valor representará, com encargos, um gasto mensal na folha de R$ 99 milhões e, anual, de R$ 1,328 bilhão para os municípios segundo os cálculos da Confederação Nacional de Municípios (CNM). A matéria deve ser discutida e votada em regime de urgência na próxima quarta-feira, 23 de fevereiro. O presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Francisco Macedo, teme por corte de investimentos e demissões de servidores municipais.

?O aumento pode deixar a situação financeira dos municípios do Piauí mais complicada, pois muitos já operam no limite? frisou. Para os aumentos futuros do salário mínimo, a fórmula aprovada prevê a reposição da inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e aumento real pela taxa do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos anteriores. Essa regra valerá para os anos de 2012 a 2015. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte