Novo ministro da Defesa, Celso Amorim diz ter "apreço" pelo trabalho de antecessores

Novo ministro da Defesa, Celso Amorim diz ter "apreço" pelo trabalho de antecessores

Amorim foi nomeado após a demissão de Nelson Jobim nesta quinta (4).

O novo ministro da Defesa, Celso Amorim, afirmou nesta sexta (5) em João Pessoa (PB) que tem "apreço pelo trabalho feito pelos antecessores, inclusive Nelson Jobim" e que pretende corresponder aos "interesses maiores estratégicos da nação".

Amorim foi nomeado após a demissão de Nelson Jobim nesta quinta (4). Depois de quatro anos no cargo, Jobim saiu em razão de declarações atribuídas a ele pela revista "Piauí", na qual fez críticas às colegas Ideli Salvatti (Relações Institucionais) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil). O ex-ministro negou ter dado as declarações, mas a direção da revista reafirmou.

Em um pronunciamento rápido, de menos de quatro minutos, a jornalistas na capital paraibana, Celso Amorim agradeceu pela "confiança" da presidente Dilma Rousseff.

"Essa é a primeira vez que falo em público depois de ter sido nomeado. Queria, em primeiro lugar, expressar meu agradecimetno pela confiança da presidente Dilma Rousseff, cujo governo pretendo servir e trabalhar com o mesmo afinco e empenho que trabalhei em outras funções. Evidentemente que tenho muito apreço pelo trabalho feito pelos meus antecessores, inclusive o ministro Nelson Jobim", declarou o ministro.

A viagem a João Pessoa estava programada antes do anúncio de Amorim como novo ministro. Ex-ministro das Relaçoes Exteriores do governo Luiz Inácio Lula da Silva, ele dará uma palestra na tarde desta sexta, sobre relações internacionais, para estudantes da Universidade Estadual da Paraíba.

Durante o pronunciamento, o novo ministro afirmou que deve se encontrar neste sábado, em Brasília, com os comandantes das Forças Armadas e com a presidente Dilma Rousseff para conversar sobre o cargo.

Nesta sexta, o ministro Nelson Jobim saiu de casa para fazer uma caminhada em Brasília, mas preferiu não dar declarações aos jornalistas.

Fonte: G1