Arthur Chioro diz que não há irregularidade em ser consultor

Arthur Chioro diz que não há irregularidade em ser consultor

O secretário afirmou "ter juízo" e por isso não confirmou o convite para assumir o ministério.

Convidado pela presidente Dilma Rousseff para assumir o Ministério da Saúde, Arthur Chioro afirmou nesta quinta-feira (23) que não vê "nenhuma irregularidade" em ser sócio de uma consultoria que atua na área da saúde ao mesmo tempo que ocupa o cargo de secretário municipal da Saúde em São Bernardo do Campo (SP).

"No entendimento da Prefeitura de São Bernardo do Campo, totalmente fundamentada na legislação federal, na legislação vigente, não há nenhuma irregularidade no fato de, como secretário da Saúde, ser sócio de uma empresa que presta consultoria na área da saúde", disse Chioro.

O secretário afirmou "ter juízo" e por isso não confirmou o convite para assumir o ministério. No entanto, disse que já pediu seu desligamento formal da empresa de consultoria "por exigência da legislação federal" para "evitar qualquer aborrecimento ou dor de cabeça".

Chioro afirmou que seu vínculo com a Consaúde Consultoria, Auditoria e Planejamento LTDA., empresa da qual é sócio-diretor desde 1997, nunca foi omitido e que jamais se utilizou de "predileção partidária" para escolher seus clientes.

Segundo o futuro ministro da Saúde, os quatro últimos clientes públicos de sua consultoria foram as prefeituras de Ubatuba (SP), Volta Redonda (RJ), Pindamonhangaba (SP) e São Luís do Paraitinga (SP), sob administrações do PT, PMDB, PPS e PSDB, respectivamente.

Fonte: Folha Uol