Novo plano de reforma agrária assentará 120 mil famílias até 2018

O projeto prevê o assentamento até 2018

Image title

Foi encaminhado para análise da presidente Dilma Rousseff o novo plano de reforma agrária que prevê o assentamento de cerca de 120 ml famílias que vivem acampadas no país até 2018. A informação foi repassada pelo ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias nesta quinta-feira (10).

“Elaboramos um plano concreto, factível, um plano de ação na perspectiva de assentarmos em condições dignas as 120 mil famílias hoje acampadas no Brasil. Nossa proposta foi encaminhada à Presidência da República, e estamos aguardando uma convocação da presidenta Dilma para apresentarmos o plano à sociedade brasileira”, disse Patrus após participar de reunião da comissão geral da Câmara dos Deputados.

Patrus classificou o objetivo como "ousado" e disse que o trabalho está sendo feito com o Incra (Insituto de Colonização e Reforma Agrária) no levamentamento de recursos e acrescentou que para que o objetivo seja alcançado é preciso a adesão também de estados e municípios. 

Na reunião da comissão geral da Câmara dos Deputados. Patrus falou sobre as ações do ministério voltadas a reforma agrária e a agricultura familiar. Ele destacou a importância da agricultura familiar na produção de alimentos no país e na geração de emprego e renda. Segundo o ministro, a agricultura familiar responde por 70% de um total de 16,5 milhões de postos de trabalho rural e gera 33% do valor bruto da produção agropecuária.

Na comissão geral, deputados ressaltaram a importância do Ministério do Desenvolvimento Agrário e manifestaram preocupação com a possibilidade de extinção da pasta na reforma administrativa,que inclui o corte de algumas pastas. O governo ainda não divulgou, porém, que pastas serão extintas.

Fonte: Agênica Brasil