Novo presidente da Câmara enfrentará polêmicas pautas indigestas

O novo presidente da Casa vai entrar no lugar do interino.

Nesta quarta-feira (13), ocorrerá a votação para escolher o novo presidente da Câmara dos Deputados que entrará no lugar de Eduardo Cunha, que renunciou seu cargo após ser afastado.  Mas nem tudo será flores para o político que assumir o lugar.

O deputado federal que for escolhido por seus aliados para ocupar a presidência da Câmara terá uma grande lista de desafios e discussões de pautas importantes como aumento de impostos e reforma previdenciária.

O novo presidente da Casa vai entrar no lugar do interino, Waldir Maranhão, (PP-MA) e ficará no cargo pouco mais de seis meses já que a eleição para o presidente da Câmara ocorrerá no biênio 2017/2018.

O tempo do chamado 'mandato-tampão' é curto, mas o poder, nem um pouco. Durante esse tempo, o parlamentar eleito é quem vai definir o que entrará ou não na pauta de votação no plenário. O chefe da Casa também será o sucessor imediato de Michel Temer caso ele seja confirmado na Presidência da República no lugar de Dilma Rousseff. Caberá ao novo presidente da Câmara assumir o comando do país quando Temer viajar ao exterior, por exemplo.

Câmara dos Deputados (Crédito: Reprodução)
Câmara dos Deputados (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Uol