Novos ministros não alteram linha de atuação do governo, diz Dilma

Segundo Dilma, o governo manterá a execução de programas e o cumprimento de todas as metas propostas para este ano

A presidente Dilma Rousseff deu posse nesta segunda-feira a quatro ministros, na primeira rodada da atual reforma ministerial, realizada devido à saída de auxiliares seus para disputar as eleições de outubro, e disse que mudanças não alteram compromissos do governo.

Segundo Dilma, o governo manterá a execução de programas e o cumprimento de todas as metas propostas para este ano.

"As substituições que nós fazemos hoje em alguns ministérios fazem parte do calendário da democracia e não alteram esta linha de atuação", disse a presidente na cerimônia de posse no Palácio do Planalto.

A presidente deu posse ao ministro Aloizio Mercadante, que deixou a pasta da Educação para assumir a Casa Civil no lugar da senadora Gleisi Hoffmann. José Henrique Paim assume a Educação.

Arthur Chioro assume a Saúde, no lugar de Alexandre Padilha, e o jornalista Thomas Traumann substitui Helena Chagas na Secretaria de Comunicação Social.

Essas são as primeiras substituições da esperada reforma ministerial. Além da troca de ministros que vão disputar as eleições, Dilma vai aproveitar a oportunidade para acomodar mais aliados no primeiro escalão, de olho na reeleição à Presidência.

"A nossa missão é continuar garantindo direitos e implementando as políticas que vão permitir que cada brasileiro e cada brasileira... persistam progredindo", disse.

Fonte: Terra