Obama pronuncia seu primeiro discurso como presidente

Obama pede responsabilidade diante da crise

No primeiro discurso, Obama pede responsabilidade diante da crise20 de janeiro de 2009

Em seu primeiro discurso, o novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, abordou as dificuldades que o país enfrenta diante da crise econômica mundial e chamou os americanos à responsabilidade para enfrentá-la. "A pergunta que devemos fazer hoje não é se o nosso governo é muito pequeno ou muito grande. A partir de hoje, devemos nos levantar e tirar poeira contra a crise", afirmou Obama.

Diante de cerca de 2 milhões de pessoas que enfrentaram temperaturas negativas para acompanhar a posse no Mall, parque situado em frente ao Capitólio, em Washington, Obama lançou uma mensagem de esperança. "Neste dia, nos reunimos porque escolhemos a esperança, e não o medo. Iremos proclamar um fim às falsas promessas, aos dogmas antigos que impedem a nossa política de funcionar melhor", disse.

Para essa "nova era de responsabilidade", a qual seria baseada na cooperação e no diálogo, o novo presidente fez um apelo pelos valores fundamentais dos Estados Unidos e por heróis de guerra que deram o seu sangue pelo país. "Continuamos sendo a maior e a mais poderosa nação do planeta, mas precisamos começar o trabalho para reconstruir a América", disse Obama, sendo muito ovacionado pela multidão.

Juramento

Um pouco antes do discurso, ao fazer o juramento, o democrata, emocionado, teve problemas para repetir as frases. Logo após terminar, a multidão reunida no Mall, o parque situado em frente ao Capitólio em Washington, explodiu em aplausos e gritos de "Obama, Obama". O juramento de Obama aconteceu minutos após o previsto - 12h (15h de Brasília) -, pois a cerimônia sofreu um pesqueno atraso.

Em função isso, tecnicamente, ele se transformou em presidente dos Estados Unidos pouco antes de tomar posse, pois a Constituição afirma que a transferência de poderes ocorre ao meio-dia de 20 de janeiro. Com um sol radiante, mas um frio intenso, Obama jurou sobre a mesma Bíblia usada por Abraham Lincoln em 1861. A seu lado, a mulher Michelle observava o momento emocionada, assim como suas filhas Sasha e Malia.

Ao tomar posse, Obama pronunciou a seguinte frase: "Juro solenemente desempenhar com toda fidelidade o cargo de presidente dos Estados Unidos e, até o limite da minha capacidade, preservar e proteger a Constituição dos Estados Unidos". O juramento foi feito diante do presidente da Corte Suprema dos EUA, John Roberts. Momentos antes tinha sido a vez de o vice-presidente Joseph Biden fazer seu juramento, perante o juiz do Tribunal Supremo John Paul Stevens.

Na tribuna presidencial do Capitólio estavam os ex-presidentes dos EUA vivos: George W. Bush, Bill Clinton, George H. W. Bush - pai do ex-líder - e Jimmy Carter. Todos eles estiveram acompanhados por suas mulheres. Antes de Obama, entraram na tribuna presidencial Michelle, usando um vestido e casaco amarelos, Malia, com um casal azul, e Sasha, de rosa.

Fonte: Terra, www.terra.com.br