Obama tentará abafar polêmica racial com uma cervejinha

Para Obama, o objetivo é colocar um ponto final na polêmica da semana passada

Barack Obama deve reunir na quinta-feira em uma cervejada diplomática os principais atores da primeira controvérsia racial de sua presidência: o professor universitário negro Henry Louis Gates Jr. e o policial branco que o deteve, informou o porta-voz presidencial nesta terça-feira.

"Está previsto para quinta-feira, às 18H00, aqui na Casa Branca. Se o tempo permitir, ocorrerá em torno da mesa de piquenique, ao ar livre, atrás do Salão Oval", disse Robert Gibbs à imprensa.

"O presidente vê nisso como uma oportunidade de se assistir a um diálogo", explicou Gibbs. "Eu não vejo isso como uma discussão formal. A ideia é de apenas tomar uma cerveja", acrescentou.

Para Obama, o objetivo é colocar um ponto final na polêmica da semana passada, quando Gates, um amigo de longa data e universitário de Harvard, foi detido por engano pelo sargento James Crowley.

Ao comentar o caso, Obama precipitou-se e referiu-se ao caso com palavras que desagradaram a polícia.

Diante dos protestos dos policiais e as dimensões que o caso atingiu, Obama chamou o oficial da polícia na sexta-feira e lamentou suas palavras.

Ele conversou com o sargento Crowley sobre a possibilidade de reunir os envolvidos no caso para um encontro informal na Casa Branca.

Fonte: g1, www.g1.com.br