Obras aceleram para inauguração em 2011

As obras no porto de Luís Correia estão caminhando em ritmo acelerado para a inauguração no ano que vem.

As obras no porto de Luís Correia estão caminhando em ritmo acelerado para a inauguração no ano que vem.

Paralisado há 27 anos, o porto já teve a primeira etapa concluída no mês passado e segue para o início da segunda fase. ?Estamos com 40% do primeiro contrato executado e terminamos as etapas de acesso ao cais, recuperação das estacas, vigas e lages da parte superior?, explica o engenheiro responsável, Heitor Gil Castelo Branco.

Com estacas cravadas há mais de 20 anos e expostas às alterações climáticas, o engenheiro destaca que as próximas fases não serão mais de recuperação. ?Começaremos agora a construir efetivamente. Cravaremos estacas nos módulos três e quatro e até final do ano teremos um cais com 200 metros. Atualmente, o cais tem 50 metros?, diz Heitor.

Com 98 funcionários trabalhando no canteiro de obras do litoral, o secretário estadual de Transportes, Alexandre Nogueira, enfatiza que o terminal de Luíz Correia está totalmente dentro do cronograma. ?O porto vai ser extremamente importante para o escoamento da produção dos Tabuleiros Litorâneos e da Zona de Processamento de Exportação de Parnaíba (ZPE). A distância entre a ZPE e o porto é de apenas 18km?, avalia Alexandre, que esteve há duas semanas visitando as obras junto com o secretário geral do Conselho Nacional da ZPE.

?A obra do porto é muito importante para que a ZPE entre em operação e os técnicos ficaram felizes com o que viram em Luís Correia?, completou. Utilizando o porto de Itaqui (MA) para receber o combustível que abastece o Estado, a conclusão do Porto diminuirá o valor da mercadoria, já que haverá redução significativa no valor do frete cobrado de São Luís para Teresina. O projeto ainda inclui um terminal pesqueiro, com espaço para armazenar contêineres de exportação. ?Nossa previsão é que no ano que vem o porto entre em operação?, frisa o secretário. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte