Deputado Odair Cunha, do PT, será o relator da CPI do Cachoeira

Cunha é vice-líder do governo na Câmara e ligado à ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

Uma reunião da bancada do PT na Câmara escolheu, na manhã desta terça-feira (24), o deputado Odair Cunha (PT-MG) para ser o relator da CPI do Cachoeira, que investigará um suposto esquema criado pelo bicheiro. Cunha é vice-líder do governo na Câmara e ligado à ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

Os outros petistas candidatos ao posto eram os deputados Cândido Vaccarezza, ex-líder do governo na Casa, e Paulo Teixeira, ex-líder da bancada na Câmara. O partido, último a anunciar os nomes para a CPI mista (que incluirá senadores) escolheu Vaccarezza e Paulo como membros titulares da comissão, além de três suplentes, Doutor Rosinha (PT-PR), Luiz Sérgio (PT-RJ) e Sibá Machado (PT-AC).

O objetivo da comissão é investigar os negócios de Cachoeira com parlamentares, autoridades e empresas públicas e privadas envolvidas nas operações Vegas e Monte Carlo da Polícia Federal.

Cachoeira foi preso em 29 de fevereiro durante a Operação Monte Carlo. O empresário, que estava no presídio federal de Mossoró (RN), foi transferido para o complexo penitenciário da Papuda, em Brasília, após decisão judicial.

A presidente em exercício do Congresso, deputada Rose de Freitas (PMDB-ES), convocou para hoje, às 19h30, sessão conjunta da Câmara e do Senado para o anúncio oficial dos membros da CPI.

Depois da sessão, a comissão já poderá ser instalada, o que está previsto para a próxima quarta-feira (25), quando serão eleitos o presidente e o vice-presidente da CPI e nomeado o relator. Por ter a maior bancada no Senado, o PMDB tem direito à presidência da comissão e já indicou o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) para o cargo.

Fonte: UOL