Oposição cobra pagamento de salário dos atletas

Os judocas piauienses assistidos pelo Programa Bolsa-Atleta lançado em março de 2007, pelo Governo do Estado estão há três meses sem receber

Os judocas piauienses assistidos pelo Programa Bolsa-Atleta lançado em março de 2007, pelo Governo do Estado estão há três meses sem receber o benefício da Fundação Estadual de Esportes (Fundespi). A Assembléia Legislativa do Piauí aprovou requerimento de autoria do deputado Marden Menezes (PSDB), cujo conteúdo solicita ao Diretor Presidente da FUNDESPI, Vicente Sobrinho, a imediata atualização no pagamento do benefício, especialmente para os judocas piauienses.

O tucano lembrou que quando o programa foi lançado o governador assinou convênio com a Federação Piauiense de Judô com o objetivo de preparar atletas para os Jogos Olímpicos de Pequim. ?Na época foi lançado um edital, nossos atletas obtiveram êxito e assinaram um contrato cujo conteúdo destacava que enquanto durar o benefício, os atletas não poderiam receber nenhum tipo de patrocínio, por isso estamos de mãos atadas, sem receber o recursos do Bolsa Atleta e sem poder adquirir um patrocínio?, disse.

Marden destaca que de acordo com a Federação Piauiense de Judô atualmente existem três judocas piauienses de nível internacional beneficiados com R$ 830,00 do Bolsa Atleta, cujos benefícios se encontram atrasados, salientando ainda que os judocas não podem receber nenhum tipo de patrocínio, devido um contrato assinado com o Estado.

?O convênio em questão tem o intuito de auxiliar financeiramente os atletas, porém de acordo com o técnico Queirós, membro da Federação Piauiense de Judô, há cerca de três meses a Secretaria Estadual de Fazenda não repassa a verba para a Fundespi?, observou.

Atualmente existem três judocas piauienses que apresentam os requisitos para receberem o Bolsa Atleta no valor de R$ 830, 00 e outros 30 judocas recebem o auxílio de R$ 415,00.

Fonte: Ascom