OS elevará em 454% número de cirurgias no Hospital de Picos

O número de cirurgias deverá ser 454%

Cerca de 70 gestores municipais da região abarcada pelo Hospital Justino Luz, em Picos, estarão reunidos na manhã de hoje com o governador piauiense, Wellington Dias (PT), para discutir a atuação de uma Organização Social (OS) no centro de saúde. A ideia proposta versa para um novo modelo de gestão, já implantado em outros entes federativos, objetivando a melhoria na prestação dos serviços à população, de modo que o contrato firmado corrobora na obrigatoriedade do cumprimento de metas, dentre as quais está a elevação da taxa de produtividade de 39% para 90%.

O debate fortuito traz resquícios dos esclarecimentos já propagados em encontro com o presidente da APPM, Arinaldo Leal, secretários de Estado e deputados estaduais. A proposta que será implantada na unidade de saúde local também foi alvo dos discursos na Assembleia Legislativa na manhã de ontem. “Queremos uma gestão que atenda à população com agilidade e qualidade. Acredito no bom senso de todos os envolvidos nesse processo, na responsabilidade do secretário de Saúde. Precisamos deixar de lado as questões partidárias para defender os interesses da maioria dos piauienses”, disse o deputado estadual Joel Rodrigues (PTB), visionando o apoio dos prefeitos municipais.

Tal abstração foi compartilhada também por Arinaldo Leal, indicando que “a população, estimada em mais de 500 mil habitantes, não pode mais sofrer com a fata de um serviço resolutivo e de qualidade no Hospital Justino Luz, que está em Picos, mas é de todos que moram naquela região”. Com o estreitamento da ação, o governador deixou claro o principal intuito da OS no município. Ao todo, o número de cirurgias deverá ser 454% maior do que o realizado atualmente. “Todos os direitos que os servidores têm serão garantidos. O atendimento no hospital continua 100% público. O que muda? Hoje, fazemos 77 cirurgias por mês e vamos passar a fazer mais de 350 cirurgias (mês). O que vai mudar é que ampliaremos o número de exames e de atendimentos clínicos. Vamos multiplicar os resultados, os serviços prestados”, explicou.

Fonte: Francy Teixeira