Os olhos do mundo estarão voltados para o Brasil, diz Dilma

Os olhos do mundo estarão voltados para o Brasil, diz Dilma

Presidente falou sobre as chegadas de Copa e Olimpíadas ao país. Ela também elogiou o desempenho do país diante da crise global

A presidente Dilma Rousseff disse na manhã desta segunda-feira (24), véspera do Natal, durante seu programa de rádio ?Café com a presidenta?, que os olhos do mundo estarão voltados para o Brasil nos próximos anos, por causa da Copa do Mundo, em 2014, e dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, em 2016. Ela elogiou ainda o desempenho do país diante da crise internacional.

Dilma, na verdade, deixou uma mensagem de Natal gravada, lida pelo apresentador.

A presidente iniciou o programa falando sobre os resultados do país no ano que está terminando. ?Mesmo com o mundo cheio de incertezas, tivemos um ano bom e plantamos as bases para que o próximo seja ainda melhor. Trabalhamos todos com afinco e dedicação para deter os efeitos da crise internacional sobre o nosso país. Ao olhar 2012 em retrospectiva, vemos que continuamos crescendo e aprofundamos nossas grandes conquistas. Os resultados falam por si?.

Dilma elogiou os resultados de vários programas ?Brasil sem miséria?. ?O Brasil sem Miséria retirou 16,4 milhões de brasileiros da pobreza extrema. Isso foi possível porque criamos a ação Brasil Carinhoso, uma nova forma de proteger crianças e jovens. Estamos complementando o Bolsa Família, garantindo uma renda de R$ 70,00 por pessoa para famílias muito pobres. Enfrentamos, com essa ação, a raiz da desigualdade?.

A presidente também falou sobre a geração de emprego para a população. ?A continuidade da expansão do emprego no Brasil é uma grande conquista. Somente até outubro, criamos 1,7 milhão de novos postos de trabalho. Em meu governo, chegamos a 4 milhões de novos empregos com carteira assinada. Temos o menor desemprego da história?.

A competitividade da economia brasileira foi tema desenvolvido por Dilma. ?Nesses últimos meses, apresentei ao Brasil vários programas para enfrentar os gargalos do crescimento e da competitividade de nossas indústrias. A redução das tarifas de energia simboliza esse desafio. O governo federal reduziu encargos que incidiam sobre a conta de luz. Fizemos também acordos com a maioria das concessionárias. Elas irão praticar tarifas mais baixas em troca da renovação de seus contratos. Isso significa que, no início de 2013, a sua conta de luz e a das empresas vão ficar menores. O corte será o que anunciei. A redução na conta de luz é fundamental para que as indústrias brasileiras possam produzir a custos mais baixos, ganhar mercado e continuar gerando empregos?.

Segundo Dilma, o Brasil só vai enfrentar o desafio de superar a pobreza e aumentar sua competitividade se investir em educação.

?Avançamos muito em 2012. Com o Pronatec, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego, oferecemos 2,5 milhões de vagas para os jovens e para os trabalhadores. Quero convocar famílias, professores, diretores de escolas, prefeitos e governadores para garantirmos a todas as crianças o direito à alfabetização até os 8 anos. Essa ação, em conjunto com a educação em tempo integral, nos permitirá mudar, de fato, a qualidade da educação no Brasil?.

Dilma também falou sobre a Copa do Mundo e as Olimpíadas do Rio em 2016. ?Na semana passada, inaugurei os dois primeiros estádios para a Copa. Fiquei impressionada com a modernidade do Castelão e do Mineirão. No começo de 2013, vamos entregar mais quatro estádios. Entramos na reta final de preparação para realizar a melhor Copa do Mundo de todos os tempos. Uma Copa que será um sucesso, dentro e fora dos gramados. Iniciamos também um novo ciclo olímpico, no qual o Brasil será o protagonista. Nos próximos quatro anos, os olhos do mundo estarão voltados para o Brasil. Tenho certeza que a imagem de um povo alegre e hospitaleiro se somará ao reconhecimento de um povo capaz de realizar, com sucesso e profissionalismo, grandes eventos?.

A presidenta disse estar otimista com o desempenho do país em 2013. ?Sou, como todos os brasileiros, uma otimista. Tenho consciência dos desafios que a crise internacional tem lançado ao nosso país. Sei também que momentos de crise podem ser transformados em grandes oportunidades. Este é um governo que confia no seu povo, no seu empresariado, que respeita contratos e está empenhado na construção de novas parcerias entre os setores público e privado. Tenho certeza que 2013 será um ano ainda melhor?.

Fonte: G1