PAC 2 é lançado e vai impulsionar desenvolvimento no PI

O PAC Cidade Melhor tem previsão de recurso no valor de R$ 57,1 bilhões e inclui saneamento, prevenção em áreas de risco

Considerado o maior projeto estratégico para o desenvolvimento do Brasil, a segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) foi lançada na manhã desta segunda-feira (29), no Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília, e contou com a presença do presidente Lula, dos ministros de estados, do governador Wellington Dias, do vice-governador Wilson Martins, o presidente da Câmara, Michel Temer; o vice-prefeito Elmano Ferrer; empresários dos mais diversos segmentos da economia e líderes sindicais.

Tendo como estratégia incentivar o investimento público e privado na construção de infraestrutura do país, o PAC 2 apresenta novas propostas para fazer o país continuar crescendo.

Dividido em seis eixos, através do PAC 2, o Governo reafirma seu compromisso com o desenvolvimento do Brasil e de seus cidadãos, abrangendo, dentre outros setores, as áreas de saúde, moradia, água e luz, transportes e também a construção de condições para a realização da Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

O PAC Cidade Melhor tem previsão de recurso no valor de R$ 57,1 bilhões e inclui saneamento, prevenção em áreas de risco, mobilidade urbana e pavimentação. No eixo PAC Comunidade Cidadã está prevista a liberação de R$ 23 bilhões e inclui a construção de unidades de pronto-atendimento, unidade básica de saúde, construção de creches e pré-escolas, quadras esportivas nas escolas, postos de polícia comunitária e Praças do PAC.

Outro eixo importante é o PAC Minha Casa, Minha Vida, com previsão orçamentária de R$ 278,2 bilhões e visa a redução do déficit habitacional e inclui financiamento do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e urbanização de assentamentos precários.

O quarto eixo, o PAC água e luz para todos, com previsão de R$ 30,6 bilhões, tem como finalidade a universalização de acesso à energia elétrica, água em áreas urbanas e recursos hídricos.

O PAC Transporte, com previsão de R$ 104,5 bilhões, abrange a expansão do sistema rodoviário, manutenção e segurança rodoviária, estudos e projetos. Por último, o eixo PAC Energia, com previsão orçamentária de R$ 1.092,6 bilhão, vai atender a geração e transmissão de energia elétrica e as diretrizes para eficiência energética.

Para o governador Wellington Dias, o PAC ajudou o país a enfrentar a crise econômica mundial e a ministra Dilma Roussef ressaltou o aumento do emprego, renda e produtividade. Ela relatou ainda que o avanço do programa na economia brasileira superou todas as expectativas.

Durante o lançamento do PAC 2, o presidente Lula citou a Transnordestina, ligando os estados do Ceará-Piauí-Pernambuco como obra primordial do programa e está prevista para ser entregue em 2012.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br