Para comissão da OAB, pedalada em 2014 não levará a impeachment

Parece do TCU apontou pedaladas fiscais nas contas do governo

Uma comissão interna de juristas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) concluiu, por três votos a dois, que as chamadas pedaladas fiscais nas contas do governo em 2014 não podem levar a um impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Image title

O grupo foi instalado em outubro e concluiu os trabalhos na última sexta-feira (27). Agora vai recomendar ao conselho da OAB que não endosse o pedido de impeachment.

Por unanimidade. os ministros do TCU consideraram que o governo cometeu uma série de irregularidades nas contas do ano passado, entre as quais as chamadas pedaladas fiscais.

Para a comissão da OAB, as pedaladas do ano passado, por se referirem a práticas ocorridas em mandato anterior ao atual, não podem justificar o processo político do impeachment. O relatório produzido pelo grupo também menciona o fato de o acórdão do TCU representar uma recomendação ainda pendente de análise pelo Congresso


Fonte: Com informações do G1