Para evitar confusão, capital gaúcha 'loteia' espaços entre partidos

No parque da Redenção, o mais conhecido da capital gaúcha, foram criados sete boxes de 43 m².

16/07/2012 - 10:34

A Justiça Eleitoral decidiu "lotear" entre os partidos de Porto Alegre alguns dos principais locais de campanha da cidade para evitar confusões.

No parque da Redenção, o mais conhecido da capital gaúcha, foram criados sete boxes de 43 m² para as coligações. As campanhas devem ficar restritas àquele espaço.

A "Esquina Democrática", ponto de encontro tradicional do centro da cidade, terá outra regra: somente uma coligação por dia poderá fazer campanha no local.

Um sorteio entre os sete candidatos à prefeitura definiu a ordem de uso até as vésperas da eleição. Todos eles assinaram o acordo.

No parque, a prefeitura desenhou com cal as áreas que as coligações podem usar. Os limites, porém, já começaram a ser desrespeitados. Bandeiraços e panfletagem ocorrem em vários pontos dos 37,5 hectares do local.

O juiz eleitoral Amadeo Buttelli, que mediou o acordo, diz que a iniciativa reduz a possibilidade de conflitos entre militantes. "Dá equilíbrio para que todos possam usar o espaço. Senão, quem acordar mais cedo ganha."

O candidato que distribuir propaganda fora dos espaços marcados pode ser multado e ter o material apreendido. Em outros parques, a publicidade eleitoral é vetada.

"A pessoa não conseguiria descansar. A toda hora iria chegar um candidato ou um simpatizante oferecendo um santinho", afirma o juiz.

O candidato tucano à prefeitura, Wambert Di Lorenzo, disse que a medida deixa a campanha mais organizada.

FONTE: Folha.com

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ver mais+

DEIXE SEU COMENTÁRIO

voltar para o topo