Para Lula, denúncias sobre uso de passagens por políticos não são novidade

As declarações foram dadas em entrevista coletiva no Hotel Copacabana Palace

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira (30) que não há por que se surpreender com as denúncias de uso irregular de passagens por parte de parlamentares.

"Eu não sei o que vocês veem de novidade no que acontece na Câmara. Qual é a novidade que vocês descobriram? Que um deputado utiliza passagem? Isso é utilizado desde que o Congresso é Congresso, gente. Qual o país que não tem um problema? É preciso parar com a mania de achar que somente no Brasil é tem determinadas coisas", disse.

As declarações foram dadas em entrevista coletiva no Hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, sobre a candidatura da cidade à Olimpíada de 2016. "Qual o país que tem o poder de fiscalização que tem o Brasil? Qual país tem o Ministério Público e Tribunal de Contas como nós temos?", questionou.

Lula respondia uma pergunta sobre as garantias de que o governo dará de que não haverá desvio de verba pública e que o orçamento será cumprido, ao contrário do que aconteceu durante a preparação do Rio para o Pan-Americano de 2007.

"Tenho consciência de que nem no Rio nem em Chicago nem em Madri nem em Tóquio faltarão aqueles que vão dizer que nós não temos condições, que nós somos pobres. Eu nunca fui de me jogar para baixo. Se eu fosse me conformar com a miséria que nasci, já teria morrido", disse.

Após denúncias, o Senado e a Câmara dos Deputados reduziram as cotas disponíveis e instituíram regras para disciplinar o uso de passagens. A Câmara prevê uma economia de R$ 17,9 milhões com as medidas de restrições de gastos com passagens.

Fonte: g1, www.g1.com.br