Parlamentares comentam preconceito sofrido por Dilma Rousseff

Aguarde entrevista completa.

A senadora piauiense Regina Sousa (PT), esteve no Programa Agora, onde concedeu entrevista ao comentar a movimentação política atual em Brasília. Durante a entrevista, parlamentares em Brasília se manifestaram também sobre o preconceito sofrido pela presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment.

“Eu vejo que desde o momento que  Dilma ganhou as eleições, ela ficou cercada, por ser mulher. Sempre há aqueles que pensam que podem governar no nosso lugar e esquecem que nós lutamos e lutamos muito”, disse a Deputada Maria do Rosário (PT-RS).

“As vezes eu me sinto na idade média e não no século vinte e um. Então as mulheres brasileiras dentro e fora do congresso precisam reagir a isso”, declarou a Deputada Jandira Feghali.

“Ainda existe um preconceito muito grande por parte de muitos que não aceitam as mulheres no poder. Eu não tenho dúvida nenhuma de que por trás disso há preconceito”, disse a Deputada Rejane  Dias.

“As cobranças para a mulher são sempre no superlativo. Algumas manifestações são claramente sexistas, de não se considerar a mulher no espaço de poder”, disse a vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho.

A senadora Regina Sousa concorda com o posicionamento das parlamentares ouvidas. “Sem dúvida vivemos em uma sociedade machista, ainda tem quem no goste de ver mulheres no poder e é claro que tem um conteúdo sexista por trás disso”, disse Regina Sousa.

Aguarde entrevista completa.

Fonte: Portal Meio Norte