Partido de Marina Silva pede assinaturas no Dirceu I, em Teresina

Partido de Marina Silva pede assinaturas no Dirceu I, em Teresina

Segundo Luther Gonçalves, Robert Rios teria procurado o partido, mas não entrou. "Não houve convite"

Criado recentemente por Marina Silva, o novo partido político, chamado Rede Sustentabilidade, busca assinaturas de apoio no Piauí, para que seja oficialmente fundado. O partido precisa de 500 mil assinaturas de todo o Brasil, e os militantes piauienses foram incubidos da meta de 10 mil assinaturas no estado.

Luther Gonçalves, militante piauiense da Rede Sustentabilidade, disse que as pessoas tem aceitado bem a ideia do novo partido. Em grande parte ele atribui a presença de Marina Silva. Nas últimas pesquisas de intenção de voto para presidente em 2014, Marina aparece logo abaixo de Dilma Rousseff, a frente de candidatos como Aécio Neves. "E não temos ela na mídia, como os outros. A gente vê Dilma na televisão todos os dias.", comentou Luther.

Segundo ele, a primeira preocupação da Rede Sustentabilidade é não é conquistar nomes fortes na política para compor o partido, preferem nomes novos e políticos emergentes. "Não queremos caciques políticos, queremos índios políticos", declarou Luther Gonçalves. Ele contou que alguns "caciques" do Piauí procuraram a sigla mas foram recusados, como o secretário de segurança Robert Rios. Segundo Luther, Rios queria a direção da Rede Sustentabilidade. "Não houve convite", disse Luther.

Uma equipe do partido estará fixa no mercado público do bairro Dirceu I, para colher assinaturas. Dia 5 de abril será feita reunião em Floriano, e no dia seguinte, em Picos.

Fonte: Andrê Nascimento