Partido de Orlando Silva culpa a mídia por denúncia de corrupção

O PC do B não poupou críticas à revista Veja pela denúncia feita no último sábado.

O PC do B publicou nota em seu site oficial defendendo a honra do ministro do Esporte, Orlando Silva, que envolveu sua pasta em uma crise após publicação da "Veja" desta semana. O portal Vermelho usou o espaço também para pedir regulamentação da mídia. A nota foi publicada na terça-feira (18).


Partido de Orlando Silva pede

Na revista, o policial militar João Dias Ferreira acusa o titular do Esporte de participação em um esquema de desvio de recursos da pasta e em fraudes. Na terça-feira, Orlando se defendeu em sessão na Câmara dos Deputados e ontem no Senado.

Com o título "Os homens de bem apoiam Orlando contra as calúnias da "Veja"", a sigla que seria uma das beneficiadas por um suposto caixa dois de programas do Esporte, com verbas repassadas por ongs prestadoras de serviços, engrosso o discurso de Orlando de que as calúnias lançadas contra o ministro e o partido "é o melhor exemplo da necessidade, da imposição, de uma legislação para regular a mídia e democratizar os meios de comunicação".

Na nota a publicação "Veja" é classifica como "uma revista ignóbil publicada na capital paulista" e que dá "voz a um bandido processado pela justiça".

Seguindo a linha de defesa do ministro, utilizadas nas defesas na Câmara e no Senado, o partido adota o mesmo discurso que atribui a revista e imprensa como um todo de "um linchamento público do ministro e seu partido a partir de acusações feitas pelo autor das calúnias" para fugir do crime cometido pelo delator João Dias Ferreira (segundo o ministro de apropriação de recursos obtidos em convênios assinados com o ministério do Esporte em 2006 e 2008).

Fonte: Folha.com