Pastor Feliciano vira alvo na Malhação de Judas após declaraçãoes em BSB

Deputado que preside Comissão de Direitos Humanos foi escolhido por declarações polêmicas

O deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) foi o escolhido este ano como forma de protesto político na malhação de Judas da Vila Planalto, bairro de Brasília que se localiza próximo ao Palácio da Alvorada e à Praça dos Três Poderes. A eleição de Feliciano para presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados vem gerando protestos quase que diários e dificuldades em conduzir as sessões da comissão. Há pressão forte de parte da sociedade e de líderes partidários para que Feliciano renuncie ao cargo, mas o deputado diz que não o fará.


Pastor Feliciano vira alvo na Malhação de Judas após declaraçãoes em BSB

? Todos os anos a malhação do boneco tem um protesto político. Em 2011, o protesto foi em razão da saúde pública sucateada; Em 2010, o alvo foi a caixa de Pandora, escândalo político que envolveu o ex governador de Brasília. Esse ano, o judas foi o deputado federal Marco Feliciano, por sua postura de racismo, homofobia e intolerância religiosa ? afirmou Leiliane Rebouças, uma das organizadoras do ato.

Segundo Leiliane, foi seu pai, Félix Rebouças, quem começou a realizar, na Vila Planalto, a tradição católica de malhar o boneco de Judas no sábado de aleluia, escolhendo alguém ou algo como protesto. A Vila Planalto é um reduto de pioneiros de Brasília, pessoas que saíram de suas cidades para ajudar a construir a capital. Félix Rebouças se mudou para a capital federal, vindo de Fortaleza, em 1958.

? A Vila Planalto tem a malhação do Judas mais tradicional de Brasília. Félix faleceu em 2010, mas deixou o compromisso da continuidade da tradição para os seus filhos ? acrescentou Leiliane.

Com pedaços de pau e cabos de vassouras, crianças e adolescentes bateram e destruíram o boneco de pano que simbolizava o deputado Marco Feliciano. Na próxima terça-feira, líderes partidários da Câmara se reúnem com o deputado para fazer apelo por sua renúncia à presidência.

Fonte: OGlobo