Pedido de liberdade apresentado por Renato Duque é negado pelo STF

O pedido de liberdade foi negado pelo ministro Teori Zavascki.

Image title

Foi negado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) o pedido de liberdade apresentado pelo ex-diretor da Petrobras Renato Duque.

O acusado foi preso no Paraná no dia 16 de março dentro da Lava Jato por supostamente cobrar e receber propina de empreiteiras para autorizar contratos na estatal.

Dentre as alegações feitas pelo advogado de Renato Duque está a soltura de 9 executivos da Lava Jato realizada pelo STF na semana passada, o fato de que o período de 3 meses em que o acuso esteve solto ele não descumpriu nenhuma das estipulações feitas pelo próprio Supremo para conceder sua liberdade, por esse motivo, agora teria condições da fazer a mesma coisa caso ficasses em liberdade, se comprometendo a seguir as mesmas medidas.

Os crimes que Renato Duque responde na Justiça são por fraude  à licitação, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A primeira prisão de Duque acontecem em novembro do ano passado por receio que ele fugisse para o exterior, mas foi revogado pelo STF por não haver provas desse plano. Em março, após a descoberta de que ele teria enviado cerca de R$ 70 milhões para contas secretas em Mônaco, ele foi novamente preso, a partir de indícios de que ele tentava evitar o bloqueio dos recursos.

Renato Duque teve o seu pedido de liberdade negado pelo ministro Teori Zavascki.


Com informações do G1

Fonte: G1