"Perigo", diz Serra sobre atuação de mulheres no Senado do México

Não foi a primeira vez que Serra esteve envolvido em machismo.

A última gafe da vasta coleção do “chanceler” interino José Serra pareceu ignorar por completo as lutas feministas que chacoalham o Brasil e o mundo nesse momento.

Em encontro com a secretária de relações exteriores do México, Claudia Ruiz Massieu, Serra disparou a seguinte pérola: “Devo dizer, cara ministra, que o México, para os políticos homens no Brasil, é um perigo, porque descobri que aqui quase a metade dos senadores são mulheres”. Não satisfeito com a própria excrecência mental, Serra continuou: “Quero muito que você vá [às Olimpiadas do Rio], mas será um perigo porque chamará a atenção para este assunto”.

Não foi a primeira vez que Serra esteve envolvido em polêmicas relacionadas ao machismo. Em dezembro, quando ainda ocupava o cargo de Senador, o tucano recebeu um copo de vinho na cara da ministra Kátia Abreu depois de chama-la de “namoradeira” em um jantar.

José Serra compõe o quadro ministerial do governo interino, com a impressionante ausência de ministras mulheres, que fez o Brasil despencar no Ranking de Igualdade de Gêneros realizado pelo Fórum Econômico Mundial.

Ainda que sejam maioria da população, as mulheres representam pouco menos de 10 por cento da câmara, e em torno de 18% do senado.

José Serra (Crédito: Reprodução)
José Serra (Crédito: Reprodução)

José Serra (Crédito: Reprodução)
José Serra (Crédito: Reprodução)

Fonte: Hypeness