Pesquisa aponta empate técnico em SLZ

A primeira pesquisa Escutec/O Estado sobre o segundo turno das eleições em São Luís

A primeira pesquisa Escutec/O Estado sobre o segundo turno das elei?es em S?o Lu?s revela que o candidato do PCdoB, Fl?vio Dino, continua em franca ascens?o e j? est? empatado tecnicamente com o advers?rio do PSDB, Jo?o Castelo. O tucano tem 47,3% das inten?es de voto, contra 45,1% de Fl?vio Dino. Aplicando a margem de erro de 3 pontos percentuais, significa que Castelo poder? ter entre 44% e 50% dos votos e Fl?vio Dino entre 42% e 48%. A Escutec ouviu 807 eleitores na capital maranhense, entre os dias 7 e 9 deste m?s. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o n?mero 9190/2008.

Na soma dos votos v?lidos ? quando s?o eliminados os votos nulos e os eleitores indecisos ?, a Escutec aferiu que Castelo teria 51,2% contra 48,8% de Fl?vio Dino. Apenas os votos v?lidos s?o usados na totaliza??o pela Justi?a Eleitoral. A diferen?a entre os dois candidatos ? de apenas 2,2 pontos percentuais dos votos totais e de 2,4% dos v?lidos, o que refor?a a afirma??o de rigoroso empate t?cnico.

A avalia??o da pesquisa Escutec mostra que a elei??o em S?o Lu?s deve ser decidida pelos eleitores indecisos, que neste segundo turno somam 5,6% do total. Outros 2% declaram votar nulo ou em branco. A tend?ncia de crescimento de Fl?vio Dino, no entanto, deve ser levada em conta, uma vez que o comunista, em apenas uma semana de campanha, praticamente tirou a vantagem de 8 pontos percentuais que o tucano imp?s no primeiro turno. At? agora, de acordo com o levantamento, os apoios obtidos por Castelo n?o conseguiram agregar votos ao concorrente do PSDB, j? que ele se mant?m com o mesmo percentual do segundo turno ? aplicando a margem de erro, pode-se afirmar que ele estagnou na m?dia de 45% e pode ter chegado ao seu teto eleitoral.

Desempenho

As campanhas de Castelo e de Fl?vio Dino mostram desempenho inversamente proporcional no decorrer da campanha. O tucano iniciou o primeiro turno com algo em torno de 70% das inten?es de voto, mais de 50 pontos acima do segundo colocado e com clara possibilidade de vencer a elei??o em 5 de outubro. ? medida que a disputa se aproximava do fim e o eleitorado passava a conhecer melhor os candidatos, ele foi perdendo votos e chegou ao dia da elei??o com apenas 8 pontos de vantagem sobre o segundo colocado. Sem chances de vencer em turno ?nico, como chegou a comemorar.

Fl?vio Dino, por sua vez, iniciou a disputa com apenas 4% de inten??o de votos, no in?cio de agosto, e ocupando a quarta coloca??o. A partir do in?cio do hor?rio eleitoral e da campanha de rua, o comunista n?o parou mais de crescer. Chegou a 7% em meados de agosto, 21% no in?cio de setembro e 27% a duas semanas do pleito. O resultado da elei??o mostrou que ele tinha ainda mais votos: chegou a 34% e garantiu vaga no segundo turno contra Castelo.

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br