Pesquisa: Marcelo 3,87%; Landim 1,23% e Firmino Filho 1,05%

Apenas três políticos, sendo dois deputados federais, são citados espontaneamente por mais de 1%

Na terceira pesquisa Jornal Meio Norte - Instituto Piauiense de Opinião Pública (Amostragem), realizada entre os dias 23 a 26 de setembro, foi constatado que 73,55% dos eleitores do Piauí ainda não sabem em quem vão votar para deputado federal a 11 meses das eleições gerais de 2010, que serão realizadas em outubro.

Apenas três políticos, sendo dois deputados federais, são citados espontaneamente por mais de 1% dos eleitores entrevistados, além de um que deve disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Segundo a pesquisa Jornal Meio Norte-Instituto Amostragem, 3,87% dos eleitores do Piauí querem reeleger o deputado federal Marcelo Castro, do PMDB, e 1,23% querem reeleger o deputado federal Paes Landim, do PTB.

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Firmino Filho, do PSDB, tem 1,05% das intenções de voto dos eleitores piauienses. 1,41% dos eleitores afirmam que votarão em branco ou anularão seus votos para deputado federal. A pesquisa revela que 69,51% dos eleitores do Piauí são sabem em quem votar para deputado estadual. 1,58% dos eleitores dizem que vão votar em branco ou anular seus votos para deputado estadual.

Os únicos deputados que obtiveram mais de 1% das intenções de voto para parlamentar estadual são de Piripiri. O deputado estadual Marden Menezes (PSDB) tem 1,41% das intenções de votos e o Doutor Pinto (PDT) tem 1,14% das intenções de voto.

A pesquisa foi realizada com 1.138 eleitores com ida- de a partir dos 16 anos em 56 municípios de todas as microrregiões do Piauí. Foram pesquisados eleitores dos municípios de Piripiri, Barras, Esperantina, Miguel Alves, Parnaíba, Luis Correia, Piracuruca, Teresina, União, Altos, José de Freitas, Demerval Lobão, Campo Maior, Pedro II, entre outras. O presidente do Instituto Amostragem, João Batista Teles disse que para um nível de confiança de 95%, esse tamanho da amostra (1.137 eleitores) permite erro de até 2,85% para mais ou para menos.





Fonte: Efrém Ribeiro, Jornal Meio Norte / meionorte.com