Pesquisa Ibope: Dilma Rousseff  tem 51% e José Serra, 25%; petista lidera com 26 pontos percentuais

Pesquisa Ibope: Dilma Rousseff tem 51% e José Serra, 25%; petista lidera com 26 pontos percentuais

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 205 municípios de 14 setembro a 16 de setembro.

A candidata Dilma Rousseff (PT) lidera a disputa pela Presidência da República com 26 pontos percentuais à frente de José Serra (PSDB), segundo pesquisa Ibope de intenção de voto divulgada nesta sexta-feira (17) pela TV Globo. De acordo com a pesquisa, Dilma tem 51% das intenções de voto; José Serra (PSDB), 25%; e Marina Silva (PV), 11%.

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 205 municípios de 14 setembro a 16 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Isso quer dizer que Dilma pode ter entre 49% e 53%; José Serra, entre 23% e 27%; e Marina Silva, entre 9% e 13%.

Segundo o Ibope, considerando apenas os votos válidos, Dilma seria eleita no primeiro turno, se a eleição fosse hoje. No levantamento anterior do Ibope, divulgado no dia 3 de setembro, Dilma tinha 51%, e Serra, 27%.

Dentre os demais candidatos ? Eymael (PSDC), Ivan Pinheiro (PCB), Levy Fidelix (PRTB), Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) ?-, nenhum alcançou 1% das intenções de voto. Os eleitores que responderam que votarão em branco ou nulo somaram 4% e os que se disseram indecisos, 8%.

A pesquisa foi encomendada ao Ibope pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo". A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 30271/2010.

Segundo turno

Na simulação de um eventual segundo turno entre Dilma e Serra, o Ibope apurou que a petista teria 56% (considerando a margem de erro, tem de 54% a 58%) e Serra, 31% (de 29% a 33%). Votariam nulo ou em branco 6% dos eleitores. Os que se disseram indecisos somam 7%.

Avaliação do governo

A pesquisa também mostrou como os eleitores avaliam o governo Lula. Para 79%, o governo é ótimo ou bom; para 16%, regular; para 4%, ruim ou péssimo.

Fonte: g1, www.g1.com.br