Pesquisas definem rumos de partidos

O objetivo é adaptar as estratégias e alianças com a medição de preferência do eleitorado e das lideranças

As pesquisas eleitorais terão peso decisivo para a definição dos rumos que os grupos políticos piauienses tomarão até as eleições de outubro. Os três principais partidos piauienses, PTB, PSDB e PMDB, já encomendaram pesquisas internas e externas de intenção de voto. O objetivo é adaptar as estratégias e alianças com a medição de preferência do eleitorado e das lideranças que comandam as legendas no interior do Estado.

Segundo o presidente do Instituto Amostragem, João Batista Teles, as pesquisas são importantes como instrumento decisório das siglas no Estado. ?Os partidos estão focando além dos eleitores nos próprios membros que compõem suas fileiras para não tomarem uma decisão unilateral?, explica Teles.

Legendas tradicionalmente indefinidas, como o PMDB, vão usar as pesquisas para um direcionamento até junho, data das convenções partidárias. ?Temos tempo para tomar uma decisão. Até lá ainda iremos encomendar duas pesquisas: uma interna, entre os membros do PMDB, como prefeitos e vereadores, e outra externa, para saber da população onde ela quer o partido. Somente aí decidiremos que caminho seguir?, disse o deputado estadual e presidente da Assembléia Legislativa, Themístocles Filho (PMDB).

Apesar de já ter se colocado em oposição à base aliada, o PTB ainda se norteia pelas pesquisas para firmar os próximos passos. De acordo com o ex-deputado federal Elizeu Aguiar (PTB), a aferição com a população foi crucial para a decisão de seguir na candidatura própria do senador João Vicente Claudino (PTB) a governador. ?Sempre monitoramos as pesquisas e o bom desempenho do senador ficou comprovado, não tínhamos como voltar atrás?.

O PSDB, que lançou a pré-candidatura do ex-prefeito de Teresina, Sílvio Mendes ao Governo estadual, também já encomendou uma nova rodada de pesquisas para analisar o posicionamento do tucano com a mudança brusca de cenário nas últimas semanas. ?É importante, acima de tudo, para um planejamento?, argumenta o presidente regional do PSDB, o deputado estadual Luciano Nunes Filho.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte