Deputado petista cobra transporte escolar e água na capital; veja

Magalhães lembrou que os donos das empresas não estão recebendo pelo transporte desses estudantes há mais de três meses

O deputado estadual Cícero Magalhães quer saber se está havendo atraso no pagamento do transporte escolar pela Secretaria Estadual de Educação e se a Agespisa enfrenta alguma crise e não consegue atender a demanda da população de Teresina, que está sem abastecimento de água .

?Não entendemos o não pagamento do transporte escolar no âmbito da Secretaria de Estado da Educação em todas as regiões. Muitos alunos poderão perder o ano letivo, caso o transporte não seja regularizado?, alertou.

Magalhães lembrou que os donos das empresas não estão recebendo pelo transporte desses estudantes há mais de três meses. ?Eles compram os carro para fazer o transporte, pagam os motoristas, compram o combustível e repõem as peças para que esse transporte continue acontecendo. Se durante a campanha eleitoral, nós repetimos que a educação é prioridade de governo, que se eleja a educação realmente como prioridade?.

O deputado petista afirmou que a população de Teresina voltou aos tempos da lata d?água na cabeça diante do caos no abastecimento na capital. ?O que a gente vê é o sofrimento da população para conseguir um pouco de água para atender às suas necessidades. Na Santa Maria da Codipi (na zona rural de Teresina), o governador Wellington Dias, ainda em 2003, na presença de mais de mil pessoas, fez a primeira audiência com a população de Teresina e a prioridade foi o abastecimento de água, que não havia e as contas estavam chegando. De lá até hoje o problema não foi resolvido. Falta água de uma ponta à outra da cidade. Que a Agespisa faça retornar às torneiras esse líquido precioso. Se está faltando recurso, que a Agespisa informe. Se não está fornecendo não pode cobrar. E Nem pode contar quando houver atraso?, defendeu.

Falado pelo governo do PSB, o deputado Ismar Marques confirmou a ida do presidente Raimundo Neto na próxima quarta-feira a Assembleia Legislativa para dar explicações sobre o fornecimento de água em Teresina.

?Com relação ao transporte escolar, o secretário Átila Lira está em Brasília, mas sua assessoria informou que agora em novembro a Seduc vai buscar atualizar o pagamento dos débitos nas regionais que estão sem pagamento desde julho. O Estado gasta R$ 4,8 mil de despesas mensal com o pagamento de transporte de estudantes. Infelizmente as emendas destinadas a essas despesas não foram liberadas?, acrescentou.

Fonte: Ananias Ribeiro