Petistas insistem em vaga na Câmara dos Deputados

O líder do governo na Assembléia Legislativa deputado estadual João de Deus (PT

O PT fincou disposição em manter a vaga do deputado Antônio José Medeiros (PT-PI) na Câmara dos Deputados. A fala corrente no partido é que a vaga pertence ao partido e que deve ficar com um petista, mesmo que seja necessária a volta de Antônio José Medeiros a Câmara. Atualmente o deputado federal está licenciado ocupando o cargo de secretário de educação.

O líder do governo na Assembléia Legislativa deputado estadual João de Deus (PT) dá o tom da vontade petista. Para ele é importante a volta de Antônio José Medeiros a Câmara dos Deputados. ?O PT ainda não tem uma posição. O diretório estadual vai se reunir em janeiro e deve tirar uma posição. O sentimento da bancada do PT e das lideranças do PT no Piauí é que ele deva voltar para a Câmara Federal?, comentou João de Deus defendendo que a vaga de Antônio José Medeiros pertence ao PT.

A argumentação a ser levantada pelo PT para manter a vaga é a contribuição do partido para a eleição de Antônio José Medeiros. ?Afinal de contas é um mandato conquistado pelo partido e pertence também ao partido. Vários outros candidatos do PT contribuíram para que essa vaga fosse conquistada?, disse João de Deus. O líder do governo acredita que se a vaga ficar com o PTB o PT fica em desvantagem.

?O PT está em pé de igualdade com os grandes partidos na Câmara Federal. Se o Antônio José não assumir o PT fica em desvantagem em relação as outras forças políticas?, ressaltou. Entretanto, João de Deus comentou que a decisão de reassumir ou não a vaga na Câmara dos Deputados cabe ao secretário Antônio José Medeiros. Sobre a busca da vaga pelo PTB para o vereador reeleito Elizeu Aguiar (PTB), o deputado estadual disse que o PT tem o mesmo direito.

?O PTB é legítimo para querer buscar a vaga na qualidade de suplente, mas a vaga é do PT e o partido em que opinar?, afirmou o deputado estadual acrescentando que acredita que o PT deve opinar pelo retorno de Antônio José Medeiros para a Câmara Federal.

Antônio José Medeiros atualmente está afastado por 15 dias da secretaria de educação para tratamento

de saúde. ?Acredito que durante esses 15 dias ele vai poder fazer uma avaliação melhor da situação e podendo levar em conta essa orientação médica?, disse João de Deus afirmando que será levada em consideração para resolver a situação o aspecto político. Para João de Deus, é possível unir a questão de saúde de Antônio José Medeiros e o crescimento político do PT. ?Somar o útil ao agradável?, define o líder do governo na Assembléia Legislativa.

Fonte: Carlos Rocha, Jornal Meio Norte