Petistas pedem tempo para analisar reforma

Petistas pedem tempo para analisar reforma

Foi aprovada hoje, em sessão extraordinária, o pedido de votação em regime de urgência da Reforma Administrativa

Vereadores petistas foram os únicos que votaram contra o pedido de urgência na apreciação e votação da reforma administrativa, proposta pelo prefeito Firmino Filho. Segundo o presidente do diretório do PT, Francisco Sales, ?Estão enganando a população, essa não é uma mini reforma. É a maior reforma que eu já vi na estrutura administrativa de Teresina?, disse.

Foi aprovada hoje, em sessão extraordinária, o pedido de votação em regime de urgência da Reforma Administrativa planejada pelo prefeito Firmino Filho. Entre as mudanças, estão a divisão da Fundação Municipal de Saúde em três secretarias e criação de outras, como a secretaria de ação solidária. A votação acontecerá na próxima quarta-feira.

A vereadora Graça Amorim lamentou a aprovação do regime de urgência, alegando que a matéria precisa de mais tempo para ser apreciada. ?Nosso pedido é no sentido de cautela. Só recebi uma cópia da reforma hoje, durante a sessão?, disse ela ao meionorte.com. A vereadora considera a reforma muito ?complexa?, com vários pontos conflitantes que devem ser discutidos. ?É importante saber também de onde vem o dinheiro necessário para a criação dessas secretarias?.

Francisco Sales afirmou que os vereadores não têm um levantamento do impacto financeiro que a reforma vai causar na cidade. O vereador afirmou que, em uma rápida análise, percebeu que serão criados e remanejados 1100 novos cargos comissionados, e 333 cargos com gratificações especiais (cujos salários podem passar de R$ 5000).

O vereador disse ao meionorte.com, Firmino Filho escolheu e nomeou secretários para essas secretarias que ainda serão criadas. ?É um desrespeito à Câmara de Vereadores. Deveria ter nos escutado antes?, reclamou Francisco Sales.

Fonte: Andrê Nascimento