PI: governo define metas para área do desenvolvimento

Na reunião foi tratada ainda da implantação da ZPE de Parnaíba, cujas obras iniciam em 1º de julho deste ano.

O governador Wilson Martins realizou na tarde dessa terça-feira (25) reunião de trabalho com as secretarias de Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Rural, Planejamento, Fazenda, Agência de Desenvolvimento Agropecuário do Piauí, Instituto de Terras do Piauí, Ceapi, Empresa ZPE de Parnaíba para traçar metas para os próximos 180 dias.

No encontro, os secretários elencaram metas prioritárias para o Estado e o governador destacou agilidade na realização de ações para que as execuções sejam efetivadas dentro do prazo estabelecido.

Após a exposição de planos e metas de cada órgão, o governador elencou ações e programas que são prioridades, como o Programa do Leite, executado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural, e que, além de ser um programa social importante revitaliza, a bacia leiteira. Ele citou ainda o Programa Compra Direta que beneficia o agricultor familiar.

No encontro que reuniu gestores da área do desenvolvimento, o governador destacou como meta a celeridade da Junta Comercial no processo de registro de abertura de novas empresas e o representante do órgão, José Eduardo Pereira, destacou que a Jucepi vai trabalhar para execução da mesma e citou ainda que a instituição vai ampliar os seus serviços no interior.

Durante a reunião, o presidente do Interpi, Tadeu Maia, falou também sobre a questão da regularização fundiária em vários municípios e em Teresina. Ele citou o exemplo de Guaribas em que todo o território precisa ser titularizado e disse que, em Teresina, 1.261 famílias das vilas Menino Jesus, Jerusalém, Embrapa e Real Copagre serão beneficiadas com o regularização fundiária. Em outra etapa serão regularizados mais 2.500 lotes na capital.

Na reunião foi tratada ainda da implantação da ZPE de Parnaíba, cujas obras iniciam em 1º de julho deste ano. O governador destacou ainda as ações em andamento que têm parcerias com o Governo Federal e exigiu celeridade e cumprimento de prazos das metas propostas para os primeiros seis meses de trabalho.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br