PI:Silas Freire destaca grande índice de acidentes envolvendo motos

Segunda Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança no Trânsit

Nesta terça-feira foi realizada audiência para tratar dos preparativos para a Segunda Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança no Trânsito. O evento acontecerá nos dias 18 e 19 de novembro, em Brasília, na semana em que ocorre o Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito.

Membro da Comissão de Viação e Transporte (CVT), o deputado federal Silas Freire (PR- PI) lembrou que o estado do Piauí é destaque nacional no que diz respeito a acidentes com motos e a maior permanência nos leitos hospitalares. "Essa triste realidade dos motociclistas no Piauí causa gastos e caos na saúde. Por isso, luto para que essa conferência deixe um legado para o Brasil e em especial para o Piauí. " declarou o deputado.

Silas Freire ainda foi além e destacou que embora o país passe por uma crise financeira profunda, o trânsito tem recursos. “Que nós consigamos edificar aquilo que tirarmos do nosso encontro e buscar recursos pra isso,o trânsito é o único lugar onde não se pode dizer que não tem dinheiro  já que ninguém anda de graça nas estradas brasileiras." frisou.

Para o parlamentar, o Brasil precisa imitar países como o Chile que, segundo ele, já tem as vias expressas individuais para motociclistas e os resultados foram fantásticos “O Ministério das Cidades precisa trabalhar junto as municípios pra que eles se adaptem. Hoje, eles continuam construindo vias como era em 1960 e parece que na há nenhuma orientação. Nesse encontro global  poderemos chamar a atenção para isso”, complementou o deputado.

O parlamentar ainda pontuou que é necessário maior cuidado com a formação dos motoristas e que vai propor maiores exigências “ O que se arrecada por um lado, derrama-se por outro com tantos acidentes. Se conseguirmos reduzir os acidentes, com certeza teremos recursos para formação, onde há uma fragilidade não só do motociclista mas do motorista também. Apresentarei nesta casa maiores exigências inclusive a nível de exames psicológicos para motociclistas e motoristas”.

O encontro vai reunir cerca de 1.500 pessoas de mais de 150 países. Os participantes vão discutir o andamento das iniciativas para a redução das mortes e lesões ocorridas no trânsito em todo o mundo, em meio ao compromisso estabelecido pela Assembleia Geral das Nações Unidas para a década de ação para a segurança do trânsito 2011-2020.

Fonte: Assessoria