Piauí terá novo partido político até março

O número de partidos políticos atuantes no Piauí pode saltar de 25 para 26 ainda neste semestre.

O número de partidos políticos atuantes no Piauí pode saltar de 25 para 26 ainda neste semestre. O ex-presidente do diretório municipal do Partido Verde, Valter Brito, já anunciou que se desfiliará do PV nas próximas semanas e pretende recriar o Partido Liberal no Estado. A saída de Brito é motivada por desentendimentos com a atual presidente regional do PV, a vereadora Tereza Britto.

Para que a nova sigla seja reconhecida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí é necessário que o partido consiga 468 mil assinaturas. ?Estive em Brasília em agosto do ano passado e havíamos registrado 300 mil assinaturas?, revela Valter. Ele calcula que até março o PL esteja registrado na Justiça Eleitoral, mas não deverá participar das eleições de outubro.

?Para ter candidatos nas eleições, é preciso ter mais de um ano, porém, se conseguirmos registrar a sigla até março já participaremos do horário eleitoral gratuito, apresentando nossas propostas?, explica o ex-dirigente do PV, lembrando que será o presidente regional do PL. Brito destaca que sua desfiliação do PV será seguida por outros verdes e aproveita para cutucar Tereza Britto. ?Ela ficou enciumada comigo?, diz.

A vereadora foi econômica nas palavras sobre a saída de Valter Brito do PV para lançar um novo partido. De acordo com ela, ?há muito tempo ele não é mais do PV?. O PL foi extinto no Piauí em 1995, com a união da sigla com o PRONA, que se tornou o PR, presidido pelo deputado estadual Xavier Neto.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte