"Piauí vive um novo momento na área econômica", diz Elmano

Parlamentar indicou para o apoio dos organismos de desenvolvimento

O senador Elmano Férrer (PTB) fez um balanço da área econômica estadual ontem destacando o esforço do governador Wellington Dias (PT) na interiorização do desenvolvimento, possibilitando o crescimento dos municípios de todas as regiões, não apenas daqueles que compõem a Grande Teresina.

Atribuindo a atenção ao semiárido, o parlamentar indicou para o apoio dos organismos de desenvolvimento regional, impondo uma atenção imprescindível na minimização dos problemas constatados em âmbito local.

Férrer conduziu para o exemplo do Sul piauiense, em que a pujança do agronegócio elevou o ente a um novo patamar na Federação. "A expansão do Estado se deve ao agronegócio no Cerrado, mas ainda temos que avançar na agricultura irrigada no Vale do Gurgueia e em outras regiões

importantes, na formação do PIB o setor serviço ainda é muito forte, temos regiões como Teresina, com 23% que detém mais de 50% da economia, é um esforço muito grande do governador Wellington Dias na interiorização do desenvolvimento, o que já vem acontecendo há algum tempo", declarou.

Nisso, ele sinalizou que atualmente o Cerrado piauiense possui mais de 1 milhão de hectares para a produção de grãos, o que permitiu os bons resultados no setor.

Tais índices refletem o planejamento, suscitado pelo senador na necessidade da convivência com a seca; problema enfrentado em todo o Brasil. "O problema da seca está atingindo o Brasil todo, temos que avançar mais em conviver com a seca, nós temos que gerar tecnologias, obras de infraestrutura com vistas à convivência com esses fatores climáticos.

O Piauí é um Estado com território muito grande, mas com potencial muito grande, creio que o Piauí hoje vive um novo momento, cresceu mais que o Brasil, mais temos que avançar mais e melhor", detalhou.

MINERAÇÃO - Com crescimento acima da média nacional, Elmano Férrer aposta na mineração pata que o Estado continue ascendendo economicamente; fator reverberado pelo potencial do setor no semiárido.

"O Piauí é muito rico em ocorrências minerais e o Governo Estadual em parcerias com instituições, estão dando ao desenvolvimento da mineração do semiárido, que é o nosso gargalo, não só do Piauí, mas de todo o Nordeste", disse.

Por fim, o senador dispôs sobre a força turística do Piauí, área que será melhor explorada com os aeroportos de Parnaíba e São Raimundo Nonato.

Fonte: Francy Teixeira