Pizzolato tem recurso negado na Italia e poderá retornar ao Brasil

Pizzolato pode recorrer na última instância da justiça italiana

Image title

Em uma sessão realizada na quarta-feira (03), o Tribunal Administrativo Regional (TAR) do Lácio, em Roma, negou o recurso para o ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato e ele deverá ser extraditado para o Brasil.

Henrique Pizzolato ainda poderá recorrer na segunda e última instância da Justiça Administrativa, o Conselho do Estado, que ainda poderá suspender temporariamente a extradição ou deixar que ele volte ao Brasil enquanto analisa o caso.

O brasileiro fugiu para o país europeu após ser condenado a 12 anos e 7 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro no caso do mensalão.

No inído de maio Pizzolato apresentou um recurso e logrou êxito ao ter suspenso o processo de extradição que já havia sido aprovada pela Justiça e tamb[em autorizado pela justiça italiana.

No recurso, Pizzolato alegou que o ministro da Justiça italiana considerou somente informações apresentadas pelo Brasil sobre as condições em que ficará preso no Brasil, sem que a defesa pudesse se manifestar. A defesa do ex-diretor do Banco do Brasil tentar conseguir com que ele cumpra pena na Itália.

Fonte: Com informações do G1