PMDB pode adiantar decisão para 7 de maio

Segundo o deputado estadual Warton Santos (PMDB), a data marcada anteriormente para 15 de maio será adiantada para o dia 7.

A pressão para a formação de uma chapa majoritária antes de junho, período das convenções partidárias, e a concorrência com o PT pela vaga de vice do governador Wilson Martins (PSB), empurrou o PMDB para uma antecipação na data em que o partido decidirá que caminho seguir nas eleições de outubro. Segundo o deputado estadual Warton Santos (PMDB), a data marcada anteriormente para 15 de maio será adiantada para o dia 7.

?Não devemos adiar mais esse posicionamento?, pontua o peemedebista. Warton insinua que a legenda está balançada entre Wilson e o ex-prefeito de Teresina, Sílvio Mendes (PSDB), descartando assim a aliança com o senador João Vicente Claudino (PTB), que se lançou em voo solo ao Palácio de Karnak. ?Não acredito em eleição sem coligação. Essa decisão de expulsar os infiéis do PTB não cabe no momento?, critica.

O deputado rebate as declarações de petistas, que apontam a fragmentação interna do PMDB como motivo para enfraquecer a sigla na disputa pela vice. ?Na reunião que tivemos no último domingo, com o governador, ele disse que deseja o PMDB como vice, mesmo que o partido não esteja unido totalmente?, ressalta. As especulações de que a pesquisa encomendada ao Instituto Amostragem estaria dando vantagem ao PSDB não procedem, garante Santos. ?É uma pesquisa de consumo interno e sigilosa. Nem nós sabemos o resultado ainda?. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte