PMDB se reúne para analisar pesquisas

O mistério em torno do nome que “a base” do PMDB deseja manifestar apoio nas eleições deste ano deve acabar hoje

O mistério em torno do nome que ?a base? do PMDB deseja manifestar apoio nas eleições deste ano deve acabar hoje. Na tarde desta segunda-feira, lideranças peemedebistas se reunirão na sede do partido para discutir e analisar os resultados das pesquisas realizadas pelo Instituto Amostragem, a pedido do PMDB. O resultado da pesquisa saiu ainda no final da semana passada, mas os peemedebistas preferiram aguardar a presença do presidente do partido, deputado Marcelo Castro, para receber os resultados.

A discussão maior é porque o PMDB já manifestou interesse em sair unido nas eleições deste ano. A unidade está ameaçada porque parte dos peemedebistas que estiveram juntos com o Governo durante os últimos sete anos, pretendem se manter nessa situação.Enquanto isso, a ala oposicionista mantém-se firme no desejo de permanecer com a oposição.

Os deputados estaduais Ana Paula, Mauro Tapety e João Mádison, por exemplo, já declararam que podem permanecer na oposição, devido às dificuldades com suas bases. ?Fica difícil ir para apoiar o governo quando se vem tradicionalmente como oposição. Então, tudo isso deverá ser conversado?, adiantou Ana Paula, dando a entender que a ?migração? para a ala governista pode não se concretizar.

A base de apoio ao governador Wilson Martins (PSB) já dá como certa uma aliança com os peemedebistas. O deputado federal Marcelo Castro (PMDB) e o presidente da Assembléia Legislativa, Themistócles Filho (PMDB) já foram cotados até mesmo para uma composição na chapa majoritária, ocupando as vagas de vice-governador e senador. Para contornar o impasse, o PMDB já cogita a possibilidade de protelar a decisão apenas para as convenções partidárias de junho. ?A decisão será confirmada no dia das convenções?, finalizou Themistocles. (M.M)

Fonte: Mayara Martins