Polícia Federal recebe novas denúncias de crimes ainda do 1º turno

Apesar de se concentrar na preparação da segurança para o segundo turno das eleições no Piauí, a Polícia Federal continua recebendo denúncias de cri

Apesar de se concentrar na preparação da segurança para o segundo turno das eleições no Piauí, a Polícia Federal continua recebendo denúncias de crimes eleitorais ocorridos no primeiro turno. Segundo o delegado que comanda o policiamento federal nas eleições do Piauí , Reinaldo Camelo, ?estão sendo investigadas novas denúncias relacionadas ao primeiro turno?. ?As investigações dessas ocorrências não atrapalham o planejamento para o segundo turno?, completou Camelo.

O delegado afirmou que, apesar de não poder adiantar detalhes da estratégia de atuação da PF-PI no segundo turno, uma reunião com representantes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) deve acontecer nos próximos dias para finalizar os últimos ajustes da segurança. Ao todo, foram registradas ocorrências de crimes eleitorais em 32 municípios do Estado, com infrações como boca-de-urna, transporte de eleitores e apreensão de cavaletes.

No último dia 03, a PF-PI apreendeu um veículo, deteu 6 pessoas por propaganda irregular e recolheu R$ 16 mil que seriam usados, supostamente, para compra de votos. Além disso, a Polícia Federal cumpriu 5 mandados de busca e apreensão de guias para abastecimento de combustível. O reforço de tropas do Exército em 53 municípios com histórico de conflito no período eleitoral no Estado será repetido também no segundo turno, informou o TRE-PI.

Apenas em Teresina, o policiamento contará com 590 policiais em 462 locais de votação, de um total de 1.729 seções. Os PF-PI trabalhará em ações coordenadas para garantir à população o direito ao voto junto com a Polícia Civil, Militar, Rodoviária Federal e o Exército. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte