Marcelo Castro critica Mão Santa

Deputado e pré-candidato ao governo fez duras críticas a postura do senador Mão Santa

O deputado federal Marcelo Castro (PMDB) disse em entrevista ao Agora, da TV Meio Norte, que o senador Mão Santa (PMDB) não pode continuar no partido caso insista em ser contrário a sua candidatura ao Governo do Estado.

?Tudo tem limite, o senador Mão Santa tem obrigações com o PMDB. Defender candidatura fora do partido é demais. Não pode todo dia o Mão Santa "botar banca", todo dia tem uma piada. Se vai ficar no partido, não pode ficar assim. A porta da frente é a serventia da casa?, disse o pré-candidato ao governo pelo PMDB.

Marcelo Castro assegura que todos os peemedebistas apóiam sua candidatura, com exceção de Mão Santa, mas adota um tom de quem ainda busca uma conciliação com o senador do PMDB. ?Estamos todos unidos e tenho conversado com amigos do senador Mão Santa para que ele continue no partido, e seja candidato a senador pelo PMDB?, disse Marcelo Castro.

CANDIDATURA CERTA

?Pode transferir que a candidatura é certa?, disse Marcelo Castro em resposta a um telespectador maranhense que disse querer transferir o título eleitoral para o Piauí, para votar no deputado para o Governo do Estado.

SÍLVIO MENDES

?O prefeito é bem avaliado em Teresina, mas precisa fazer um grande trabalho no interior tendo em vista que seu partido é sem expressão?, disse Marcelo Castro sobre o excelente desemprenho nas pesquisas do prefeito de Teresina, Sílvio Mendes.

SEM TERRENO

?Uma coisa é uma coisa, e outra coisa é outra coisa. O terreno não é meu, é da Construtora Jurema, de propriedade dos meus irmãos, com mais de 30 anos de atuação no Estado prestando trabalhos antes mesmo da minha vinda para o Piauí?, disse Marcelo Castro sobre invasão de trabalhadores sem-terra a um terreno que seria de sua propriedade no interior do Piauí.

Fonte: Portal Meio Norte, www.meionorte.com