PP não descarta aliança com a oposição

Caso haja racha na base, o partido não descarta a possibilidade de migrar para a formalização de uma aliança com a oposição

O deputado federal Ciro Nogueira Filho (PP) afirmou ontem que o posicionamento do Partido Progressista é o de permanecer na base aliada. No entanto, caso haja racha na base, o partido não descarta a possibilidade de migrar para a formalização de uma aliança com a oposição. O parlamentar progressista acrescentou que já houve conversas nesse sentido com a oposição, no entanto, pelo menos por enquanto, a posição do partido é de permanecer na base.

Ciro Nogueira explicou que é amigo pessoal do prefeito Sílvio Mendes (PSDB) e que apoiou a reeleição do mesmo para a Prefeitura de Teresina. "É um nome valoroso, mas a nossa prioridade é apoiar a base", enfatiza, acrescentando que a preferencia pessoal é pelo nome do senador João Vicente Claudino (PTB). "A preferência é pelo João Vicente, mas não temos empecilho caso a base opte por outro nome, que seja definido baseado nos critérios", frisa.

Reafirmando que o comando das articulações da base foi entregue para o governador, Ciro destacou que o PP só sairá da base caso a mesma se rache. Ainda assim, afirmou que o partido não "fecha a porta para ninguém". "Entregamos o comando para o governador para que ele articule com os partidos. No entanto, não temos compromisso com a derrota, esperamos que o governador faça a escolha que nos leve a vitória", explica. (M.M)

Fonte: Mayara Martins