PR: Requião é multado em R$ 200 mil por acusar ministro

No microblog Twitter, Requião comentou a condenação

O ex-governador do Paraná Roberto Requião (PMDB) foi multado, nesta terça-feira, em R$ 200 mil pela Justiça Federal pelas acusações feitas contra o ministro do Planejamento Paulo Bernardo na Escola de Governo do dia 23 de fevereiro.

Na reunião semanal de seu secretariado, o ex-governador, que renunciou ao cargo para disputar as eleições de outubro, acusou Bernardo de ter proposto um negócio superfaturado para a construção de um ramal ferroviário no interior do Estado. Segundo Requião, Bernardo havia proposto um financiamento de R$ 500 milhões para uma obra orçada em R$ 150 milhões pela Secretaria Estadual de Transportes.

A declaração foi dada em resposta à afirmação de Paulo Bernardo de que faltava empenho do governo Estadual para atrair recursos e obras federais ao Paraná. "Esse tipo de esforço eu realmente não faço. Nossas parcerias com o governo federal são para projetos sérios e honestos e não para agenciar repasses para objetivos escusos", disse Requião, na reunião transmitida ao vivo pela Rádio e Televisão Educativa do Paraná.

Bernardo já processou o ex-governador cível e criminalmente, e protocolou a denúncia no Ministério Público Federal, que pediu a aplicação da multa uma vez que, desde janeiro de 2007, Requião está proibido de utilizar a Rádio e Televisão Educativa para autopromoção ou ataques a adversários.

A multa de R$ 200 mil é a sexta recebida por Requião por descumprimento da decisão judicial desde então. Ele já acumula mais de R$ 1 milhão em multas pelo uso da televisão estatal.

No microblog Twitter, Requião comentou a condenação. "A Justiça a serviço do crime? Fui multado por defender a decência e o erário do meu Estado".

Fonte: Terra