Prefeito de Pau D´Arco encontra 19 cheques sem fundos

Dois dos cheques sem fundos somam R$ 10 mil, sendo que cada um deles é de R$ 5 mil e de dezembro de 2008.

O prefeito de Pau D´Arco (70 km de Teresina), Milton Passos (PRB), denunciou ontem que foi comunicado que tem de pagar 19 cheques sem fundos pelos ex-prefeitos Expedito Marques Paiva, o Expedito Sindô, e Fábio Soares Cesário, o Júnior Sindo, que foram seus antecessores.

Segundo ele, dois dos cheques sem fundos somam R$ 10 mil, sendo que cada um deles é de R$ 5 mil e de dezembro de 2008.

"Com juros, o pagamento dos dois cheques ficará em R$ 15 mil", declarou Milton Passos, que assumiu a Prefeitura de Pau D´Arco por determinação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em virtude de ter sido derrotado na disputa pelo cargo de prefeito nas eleições de 2008 por Júnior Sindô, que era inelegível por ser filho adotivo do prefeito a quem sucedeu, Expedito Sindô.

Milton Passos disse que está enfrentando uma situação muito difícil para administrar Pau D´Arco porque a Prefeitura Municipal está inadimplente em relação às prestações de contas de convênios com os vários ministérios.

Ele disse que está administrando Pau D´Arco apenas com com os recursos do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), que ficam de R$ 120 mil a R$ 200 mil mensais.

"Eu fui surpreendido porque a Justiça quer que eu pague cheques sem fundos da primeira administração e da segunda administração", declarou Milton Passos.

Fonte: JMN, www.jornalmn.com.br