Prefeito de Teresina busca empréstimo de R$ 23 milhões no BNDES

esses recursos também irão beneficiar projetos na área

Em audiência realizada nesta quarta-feira, 27, no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em Brasília, o prefeito Firmino Filho pleiteou empréstimo no valor de R$ 23 milhões para modernização tributária do município de Teresina e viabilização de vários projetos urbanísticos da cidade.

“São recursos necessários especialmente para a Secretaria Municipal de Finanças modernizar o seu parque tecnológico, realizar um novo estudo de plantas genéricas de valores, como também adotar tecnologias que sejam mais baseadas nos recursos da informática contemporânea”, explicou o prefeito.

Do encontro com o diretor do BNDES, José Henrique Paim, e o assessor Romeu Caputo participaram, ainda, os secretários municipais Jalisson Hidd (Finanças) e Washington Bonfim (Planejamento).

Firmino Filho (Crédito: Reprodução)
Firmino Filho (Crédito: Reprodução)


Mudanças na legislação

Segundo o prefeito, esses recursos também irão beneficiar projetos na área de urbanismo, tendo como foco o novo Plano Diretor de Ordenamento Territorial da Cidade de Teresina. “Nós estamos fazendo um conjunto significativo de mudanças nas legislações urbanas”, explicou Firmino.

Ele destacou, por exemplo, a nova Lei de Calçadas, o novo Código de Edificações, uma Lei de Drenagem, a lei que congelou o perímetro urbano da cidade de Teresina e uma lei que estabeleceu o IPTU progressivo.

“É um conjunto significativo de mudanças institucionais que melhoram o gerenciamento da cidade, buscando fazer de Teresina uma cidade que seja mais compacta, mais sustentável e baseada na qualidade de vida.”

Firmino Filho acentuou que a busca por uma vida de qualidades dos teresinenses é desafio permanente da Prefeitura. “Nós temos ainda alguns instrumentos legais a construir, como Plano Diretor de Ordenamento Territorial, com todos os usos do solo urbano”, ressaltou.

Segundo ele, o empréstimo pleiteado pela prefeitura junto ao BNDES, no valor de R$ 23 milhões, servirá tanto para bancar os investimentos na Secretaria de Finanças, como em consultorias para que seja possível fazer as inovações institucionais de planejamento urbano.

Fonte: Prefeitura de Teresina