Prefeito é preso com crack em favela

Prefeito foi preso em frente a uma favela de Belo Horizonte, com três pedras de crack e um cachimbo

A Câmara Municipal de Raposos (MG) afastou na segunda-feira (26) o prefeito do município, João Carlos da Aparecida, após ele ter sido preso, no último domingo (25), em frente a uma favela de Belo Horizonte, com três pedras de crack e um cachimbo. Por unanimidade, os vereadores aprovaram o afastamento de 180 dias ?para que o prefeito possa se tratar?.

O vice-prefeito de Raposos, cidade de pouco menos de 15 mil habitantes, na região metropolitana de Belo Horizonte, já assumiu o cargo. Para o vice-presidente da Câmara Municipal, Delcídio Michael, o afastamento poderá ser definitivo. ?É o mínimo que estabelecemos para ele, 180 dias de afastamento ou até mesmo a renúncia?, disse.

Segundo a polícia, o prefeito, de 45 anos, teria dito que passou a noite antes de ser detido consumindo crack. ?Ele alegou que está passando por problemas particulares, está em depressão, está dependente químico?, disse o policial Cleyton Santana.

De acordo com o família, o prefeito foi internado em uma clínica de recuperação. Em março, a polícia o encontrou perto de uma boca de fumo na mesma favela, com o carro oficial da prefeitura. Na época, ele teria dito aos policiais que ia visitar um amigo.

Fonte: g1, www.g1.com.br