Firmino Filho descarta deputado e confirma nome para vaga da FMS

Firmino Paulo já havia desmentido sua suposta saída do Legislativo

Com a saída do deputado estadual Luciano Nunes (PSDB) da presidência da Fundação Municipal de Saúde (FMS) no início da semana, uma série de especulações surgiram quanto a possível indicação de Firmino Paulo (PSDB) para uma função no Executivo teresinense, de modo que a vaga da suplente Belê Medeiros (PSB) fosse mantida na Assembleia. Contudo, em visita à um shopping da capital na manhã de ontem, o prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), desmentiu os boatos, indicando para a permanência do odontólogo Francisco Pádua no órgão da Prefeitura, tendo em vista que o profissional já havia ocupado a função interinamente e possui experiência no setor da saúde.

Anteriormente, o deputado Firmino Paulo (PSDB) já havia desmentido sua suposta saída do Legislativo estadual, apontando, inclusive, para o desejo em permanecer na Casa. O parlamentar ressaltou o trabalho disposto no Poder, abrangendo o diálogo com sua base partidária no tocante à questão. “São especulações que estão saindo boca a boca, mas nada confirmado. Estamos bem aqui na Assembleia”, relatou. Atuante na área da segurança, Paulo refletiu a permanência na condução dos projetos que tem defendido na Casa, como ocorreu no caso do bônus pecuniário aos policiais que apreenderem armas no Piauí.

SAÍDA – A alegação de Nunes para a saída da presidência do órgão vinculado à Prefeitura de Teresina calhou em motivações pessoais. Nisso, o parlamentar relatou que mantém intacta sua boa relação política e pessoal com o prefeito da capital, Firmino Filho (PSDB).

Com a questão, o gestor municipal relatou a manutenção do planejamento orquestrado pela instituição, focando em melhorias imprescindíveis para o sistema de saúde, como a informatização e a atenção à saúde básica.

Fonte: Francy Teixeira