Prefeito Firmino Filho visita comunidades da z.Sudeste de Teresina

Superintendente da SDU Sudeste, Márcia Santos, acompanhou a visita

A convite da comunidade do conjunto Manoel Evangelista e do Novo Horizonte, zona sudeste de Teresina, o prefeito Firmino Filho conversou com os moradores e ouvindo as demandas. A superintendente da SDU Sudeste, Márcia Santos, acompanhou a visita.

O prefeito afirmou para a presidente do Conselho Comunitário, Maria dos Remédios Bastos, que duas ruas, as de número 18 e 20, receberão calçamento. As obras estão iniciando.

"Além do calçamento dessas duas ruas, estamos também projetando o prolongamento da avenida São Francisco, no bairro Novo Horizonte. Ela parte do cruzamento com a avenida Joaquim Nelson e vai até o residencial Firmino Filho. As ruas 20 e 18 estão em fase de execução", afirmou a superintendente.

Está em fase de elaboração dos projetos da galeria do Novo Horizonte e o bairro Redonda, chegando à avenida São Francisco. O projeto está sendo elaborado e logo em seguida o recurso será pleiteado.

A comunidade solicitou ainda que o prefeito fizesse uma intervenção junto ao Governo Federal para que finalize a obra de uma creche. A obra, do Ministério da Educação, está parada e o prefeito explicou para os moradores que a Prefeitura já teve reuniões com representantes do ministério e foi informada de que a construtora responsável foi acionada. O ministério avalia uma solução, já que o problema se repete em todos os estados. Essas creches são de um modelo pré-moldado e apenas essa construtora detém a tecnologia. "Por isso, estamos estudando uma forma de reiniciar essas obras de creches iniciadas pelo ministério de uma forma diferente, com tijolo, para darmos continuidade. Sabemos que essas creches são indispensáveis", disse o prefeito.

Também durante a caminhada, Firmino Filho questionou aos populares sobre a quantidade de água suja que estava correndo pelas sarjetas do bairro. "Isso aqui é água que deveria estar sendo levada pela rede de esgoto. Como não tem esgotamento, a água suja é despejada na rede que deveria passar apenas água da chuva. Mais uma prova de que a Agespisa precisa cumprir o contrato que tem com a Prefeitura. Por isso estamos cobrando do governo uma solução para o problema", declarou. 

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina