Prefeito reúne vereadores em um cruzeiro e diz: "Ia discutir orçamento"

em nenhum constrangimento, o prefeito Artigas deu o roteiro do passeio e disse que a viagem foi para o bem do município

O prefeito de Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba, Neneu Artigas (PDT), cinco vereadores e mais três convidados escolheram um lugar, no mínimo, diferente, para discutir o orçamento do município em 2014: um cruzeiro de luxo, que saiu na segunda-feira (11) de Santos (SP), passou por Búzios, Rio de Janeiro e retornou para Santos na quinta-feira (14). Foram três de reuniões para discutir o futuro da cidade em meio a piscinas, restaurantes, festas e passeios pelas praias do litoral brasileiro.

Sem nenhum constrangimento, o prefeito Artigas deu o roteiro do passeio e disse à Banda B que a viagem foi para o bem do município. ?Nada me impede de viajar. Este cruzeiro custou R$ 1,2 mil e fomos discutir o orçamento do ano que vem, onde fizemos três reuniões durante as três noites e planejamos para o ano que vem o que vai acontecer de obras aqui?, afirmou o prefeito.

Viajaram com o prefeito cinco dos 11 vereadores da cidade: Pio Moraes, Volnei Truques, Lucio Pedroso, Nelson ?Cascudo? e Parmalate. Também estavam no ?cruzeiro do orçamento? dois convidados, amigos do prefeito, e um assessor jurídico. ?Não vejo problema, nada de mal, até porque cada um pagou a viagem com dinheiro do próprio bolso. E o que significam R$ 1,2 mil para pagar por um cruzeiro? Trabalho todos os dias, chego às 8 horas na prefeitura, saio às 13 horas e vou para a minha firma e fico lá até as 8 da noite. Não tenho sábado e domingo e, muito antes de ser prefeito, fazia cruzeiros e viagens para o exterior. Sou um ser humano?, se defendeu o pedetista.

Artigas disse ainda que todas as contas da prefeitura estão em dia, ?os postos de saúde estão carregados de remédios? e as obras não param na cidade. ?Essas críticas (da viagem) são intrigas da oposição. E não tenho que explicar. O Beto Richa viajou agora para os EUA onde fez reuniões em benefício do Paraná, a Dilma viaja todo dia, e eu, que sou prefeito, não posso viajar??, reclamou.

O prefeito é dono da maior madeireira de Itaperuçu e divide seu tempo entre a prefeitura e a empresa.

Revolta

A polêmica viagem do prefeito para ?discutir o orçamento? dentro de um cruzeiro virou polêmica no município de Itaperuçu, de cerca de 23 mil habitantes. ?O que ele foi fazer lá com os vereadores? Foi passear? Foi só curtir antes do feriado? Aqui não adianta, não vai pra frente, entra um e sai outro e fica sempre a mesma coisa?, falou um morador à Banda B, que se identificou como Acir.

Nas redes sociais, a polêmica também é grande com posts com o título: ?Prefeito e vereadores fazem a viagem dos sonhos?.

Já o vereador Zé Augusto (Solidariedade), que foi convidado para a viagem, mas não aceitou, não vê problema no cruzeiro, mas sim no fato da Câmara ter ficado fechada nesta quinta-feira. ?Cada um faz o que quer, tem liberdade, o que acho estranho é a Câmara ter ficado fechada ontem. Estávamos em seis vereadores na cidade e poderia ter havido sessão, mas chegamos lá e estava tudo fechado?, reclamou.

Vereadores

A reportagem tentou contato com os vereadores citados, que viajaram com o prefeito, mas, por ser feriado e a Câmara estar fechada, ninguém foi encontrado.

Fonte: UOL