Prefeitura de Teresina licitou mais de R$ 96 milhões em obras

Diz relatório divulgado pela Secretaria Municipal de Planejamento

Durante os meses de janeiro a julho de 2015, a Prefeitura de Teresina licitou mais de R$ 96 milhões em obras na capital, segundo relatório divulgado sexta-feira (24) pela Semplan (Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação). O investimento está sendo feito em obras espalhadas por todas as regiões da cidade e em diversas áreas, como saúde, mobilidade urbana e educação.

O relatório divulgado pela Semplan é parcial, pois não estão incluídos os valores licitados pela Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e da Assistência Social (SEMTCAS), Fundação Hospitalar de Teresina (FHT) e Fundação Municipal de Saúde (FMS).

“Os valores são muito maiores. Mesmo de forma parcial, o documento demonstra o trabalho contínuo da Prefeitura de Teresina na construção de uma cidade melhor para as pessoas”, observa Washington Bonfim, secretário municipal de Planejamento.

Ele ressalta que o crescimento de Teresina demanda obras de maior porte físico e aporte financeiro: “Nossa capital possui necessidades próprias de cidades em desenvolvimento e por isso a Prefeitura tem investido em modernização administrativa e de legislação, além de obras que ofereçam condições cada vez melhores aos moradores e aos visitantes”.

Dos R$ 96 milhões que serão investidos, R$ 473.391,98 foram licitados pela Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Seplan), R$ 1.361.093,50 pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEMEL), R$ 6.553.113,51 pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano

(SDU)/Centro-Norte, R$ 36.778.734,59 pela SDU/Sul, R$ 7.702.913,38 pela SDU-Leste, R$ 1.197.033,33 pela SDU/Sudeste, e R$ 42.102.289,58 pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

A prioridade da Prefeitura tem sido o transporte público e coletivo e os modais não motorizados; a definição de planos diretores de mobilidade urbana, cicloviário, de saneamento básico; as mudanças na legislação de drenagem urbana e no código de obras; e os investimentos em pavimentação, saúde, educação, construção e manutenção de equipamentos públicos que atendam a toda a cidade.

“Teresina está sendo construída hoje para uma nova mentalidade de cidade, voltada para as pessoas, uma cidade em que o humano prevaleça e se relacione bem com o meio ambiente”, avalia Bonfim.

Complexo esportivo está sendo concluído

A Prefeitura de Teresina está concluindo a construção do Complexo Esportivo do Planalto Uruguai, zona Leste da capital. A obra, que contempla a construção de pista atlética, arquibancada coberta, quatro banheiros e reestruturação do campo de futebol, está sendo executada através da SDU Leste e está orçada em R$ 370.235,95.

No primeiro semestre também foi licitado o valor de R$ 1.361.093,50 para a construção de uma pista olímpica de ciclismo no Residencial Frei Damião, zona Sudeste da cidade. A obra, que faz parte do Plano Brasil Medalhas, está sendo realizada pela SEMEL e terá duas pistas de BMX, também conhecido como bicicross, em padrão olímpico e adequadas para a prática esportiva a partir dos cinco anos de idade. A construção teve início neste mês de julho e terá o prazo de seis meses para ser concluída.

“A obra é um ganho extremamente importante para o esporte piauiense, promovendo uma maior visibilidade ao esporte e revelando novos talentos. Além disso, a pista será um local seguro para as crianças da cidade se divertirem e aprenderem a andar de bicicleta, tornando-se um espaço importante de convivência social entre as famílias”, observa o secretário municipal de Esportes e Lazer, Galba Coelho.

Fonte: Jornal Meio Norte